Arquivo da tag: cultura popular

Pós Graduação Lato Sensu em Matriz Africana – INSCRIÇÕES ABERTAS

Pós Graduação Lato Sensu em Matriz Africana

pos

A primeira Pós-Graduação Lato Sensu em MATRIZ AFRICANA no Brasil propõe aos alunos a compreenderem criticamente a Matriz Africana como conceito amplo, que vai além do identitário e racial, cujo diversos aspectos encontram-se diluídos em nossa cultura a partir dos processos diaspóricos. E para quem perdeu a primeira turma, as Inscrições para a turma 2 já estão abertas! É só acessar o link: https://unividaeducacao.com.br/loja/inscricao-pos-graduacao-lato-sensu-matriz-africana/ Caso tenha alguma dúvida, entre em contato com Bianca Lúcia (Equipe Técnica) 19 99494-4998 ou email afrobiancalucia@gmail.com ou COMUNICAÇÃO CEPIMA – matrizafricanacepima@gmail.com
Para Formandos da Graduação, Graduados e Pós Graduados.

PÓS GRADUAÇÃO LATO SENSU EM MATRIZ AFRICANA

PÓS GRADUAÇÃO LATO SENSU EM MATRIZ AFRICANA NA CASA DE CULTURA FAZENDA ROSEIRA

( R. Domingos Haddad, 1 – Residencial Parque da Fazenda, Campinas – SP, 13060-563)

A pós-graduação latu sensu em MATRIZ AFRICANA propõe os alunos a compreenderem criticamente a matriz africana como conceito amplo, que vai além do identitário e racial, cujo diversos aspectos encontram-se diluídos em nossa cultura a partir dos processos diaspóricos.

O curso pretende explorar os elementos que constituem a MATRIZ AFRICANA, que foram mantidos e preservados no território e na memória coletiva através de grupos diversos, marchas, cortejos, manifestações culturais, povos e comunidades tradicionais vinculados à essa matriz em espaços urbanos e rurais.

Espetáculo “Saias”

DIA 17/11 ÀS 18H NA CASA DE CULTURA FAZENDA ROSEIRA

( R. Domingos Haddad, 1 – Residencial Parque da Fazenda, Campinas – SP, 13060-563)

SAIAS

Saias trabalha com as danças populares brasileiras (orixás, coco de Alagoas, maracatu, afoxé, jongo, lundu colonial, samba-de-roda e ciranda) sob a ótica do feminino. As danças e ritmos da cultura popular são investigadas em cada manifestação, a figura da mulher do povo surge com força, dando, assim, mais sentido à preservação e propagação das nossas heranças afro-brasileiras e fortalecendo o poder do feminino na cultura brasileira a partir da beleza e da espontaneidade das danças populares.

O Saias foi concebido por meio das inspirações, das trocas de ideias e do poder e autoconhecimento que se criou a partir do universo das danças afro-brasileiras e das vivências em aulas e apresentações da bailarina e arte educadora Renata Oliveira. As músicas e poemas são composições autorais de Nil Sena, que também assina a direção artística do espetáculo.

No elenco do espetáculo estão Nil Sena, Renata Oliveira, Adnã Alves, Érica Vieira, Giane Carneiro, Jorge Rufino e Fabiano Nogueira. O projeto também oferecerá a oficina de dança Sambadas – Maracatu, Coco e Ciranda, com percussão ao vivo.

FICHA TÉCNICA:
Direção Artística: Nil Sena
Concepção Coreográfica: Renata de Oliveira
Concepção Musical: Fabiano Nogueira, Jorge Rufino e Nil Sena
Autoria músicas e poemas: Nil Sena
Percussão: Fabiano Nogueira e Jorge Rufino
Dançarinas: Renata de Oliveira, Adnã Alves, Érica Vieira e Giane Carneiro
Concepção Cenográfica: Elizeu da Cruz
Figurino: Elizeu da Cruz e N2P Confecções
Concepção iluminação: Wanessa Guimarães
Arte Gráfica: Adriana Frias
Fotografia: Andrea Prado (Melhor Imagem Fotografia), Fabiana Ribeiro e Vitor Damian
Som: Hocus Pocus
Filmagem e edição: Batuq Produções
Produção Executiva: Cristina Smidarle
Coordenação geral: Renata de Oliveira
Concepção do espetáculo: Renata de Oliveira e Nil Sena

Samba Da Re-Existência – 10 Anos De Fazenda Roseira

SAMBA RE

Há dez anos atrás estávamos frente a um desfecho que mudaria NOSSAS vidas.

Enfrentávamos com nossos carros bloqueando os caminhões que tentavam carregar as portas, janelas, materiais diversos… Enfrentávamos com nossas vozes o ataque que estávamos vivenciando sob ordem de um ex proprietário que achava ainda ter direito sobre o equipamento que já era público e que nós já estávamos de guardiões, à Fazenda Roseira.

E nós, com nossa luta, nossa coragem e nossa união garantimos a existência do Centro de Referência Comunidade Jongo Dito Ribeiro Campinas SP na Casa de Cultura Fazenda Roseira.

10 anos aqui.
10 anos de re-existência diária.
10 anos de semeadura para o futuro.
10 ANOS!

Agora, de novo, ainda e enquanto for permitido pela ancestralidade, CONTINUAREMOS!

VIVA…A VIDA.

NESTE PRÓXIMO DIA 27/10 A PARTIR DAS 18H, VÉSPERA DE UMA ELEIÇÃO, SAMBA EM COMEMORAÇÃO AOS 10 ANOS DE RE-EXISTÊNCIA DA CASA DE CULTURA FAZENDA ROSEIRA.

Confirmados:
Casa Caiada
Mesa de Bar
Aureluce Santos
Comunidade Jongo Dito Ribeiro
E convidados.

R$10,00

10ª FEIJOADA DAS MARIAS DO JONGO acontece no dia 22 de Março e Chama Coletiva de Imprensa para Lançamento de Livro e avaliação pública de sua caminhada

Em março, as Marias da Comunidade Jongo Dito Ribeiro fazem aniversário e para comemorar fazem uma grande festa onde tod@s podem apreciar uma deliciosa feijoada preparada pelas mulheres da Comunidade Jongo Dito Ribeiro, acompanhada pela boa música, vários amigos e parceiros de Campinas e região.

Neste ano de 2015, a prática e o ritual tendo as mulheres como protagonistas no preparo da Feijoada das Marias estará no seu décimo ano e convoca uma Coletiva de Imprensa para avaliar essa caminhada e fortalecer a importância da história da Comunidade Jongo Dito Ribeiro. No dia desta importante data, teremos também o lançamento do Livro: “Duas Marias e Uma Edite”, livro que conta a história da feijoada e outras histórias de nossa comunidade.

JongoDitoRIbeiro

Feijoada das Marias do Jongo

As mulheres têm destacada importância na cultura afro-brasileira, inclusive para cuidar da tradição e dos segredos, assim com transmiti-los às novas gerações. E dentro da Comunidade Jongo Dito Ribeiro, as mulheres  ocupam diversas funções de importância e reconhecimento dos demais.
Nessa perspectiva, desde 2005, iniciamos a Feijoada da Marias do Jongo que consiste, num encontro em homenagem as mulheres, onde todos podem apreciar uma deliciosa feijoada preparada pelas mulheres da Comunidade Jongo Dito Ribeiro, acompanhada pela boa música, vários amigos e parceiros de Campinas e região.
Todo recurso arrecadado neste evento Beneficente, é direcionado para ações sociais da comunidade e para manutenção de projetos culturais na Casa de Cultura Fazenda Roseira, sob gestão compartilhada da Associação do Jongo Dito Ribeiro e secretaria Municipal de Cultura, que esta localizada no Residencial Parque da Fazenda, na periferia da região noroeste de Campinas, onde a Comunidade Jongo Dito Ribeiro firma-se nas tradições e rituais aprendidos pelos ensinamentos dos jongueiros velhos e pela família Dito Ribeiro e ainda transita em outros universos culturais.
 A vivência da cultura do jongo, especialmente por crianças e adolescentes, é uma forma de alimentar e fortalecer o ciclo da cultura desta dança e da cultura negra em sua mais ampla diversidade em que participam velhos e crianças. Se antes as crianças aprendiam a cultura do jongo com certa distância, por serem proibidas de entrar na roda encantada do jongo, hoje podem aprender de perto esta cultura como forma de valorizar a cultura afro-brasileira e os laços comunitários para a constituição de sua identidade.
O Jongo
O jongo é composto por elementos de dança, batuque e canto. Suas matrizes vieram da região africana de Congo-Angola para o Brasil Colônia pelos negros de origem Banto que foram levados como escravos para o trabalho forçado nas fazendas de café do Vale do Paraíba e interior dos estados de Minas Gerais, São Paulo e Rio de Janeiro.
 Se antes o jongo era uma das poucas possibilidades de diversão e manifestação religiosa dos negros escravizados, hoje, como precurssor do samba, é manifestação afro-brasileira de resistência da reconhecida contribuição para a cultura brasileira.
Uma das formas de reconhecimento da importância do jongo como forma de expressão para a formação da identidade cultural brasileira foi o registro como patrimônio histórico do Brasil. Em 2005, as comunidades tradicionais que vivenciam a cultura do jongo nos dias de hoje estão organizadas na Rede de Memória Jongo Caxambu e receberam este registro do Instituto do Patrimônio Artístico e Cultural do Brasil (IPHAN).

Acompanhe nossos trabalhos pelos blogs:

https://comunidadejongoditoribeiro.wordpress.com/

http://www.fazendaroseira.blogspot.com.br/

http://jongocaxambu.org.br/

Serviço:

O que: 10ª Feijoada das Marias do JongoQuando: 22 de Março de 2015

Onde: Casa de Cultura Fazenda Roseira – Ponto de Cultura Comunidade Jongo Dito Ribeiro

Endereço: Rua Domingos Haddad, S/n – Em Frente a Puc II – Dentro do Residencial Parque da Fazenda – Na Antiga Sede Da Fazenda RoseiraHorário do Almoço: 12h30 as 15h30.

Atividades Culturais:

DJ BARATA
ILCEI MIRIAM
ROBERTA OLIVEIRA
AURELUCE SANTOS
VALÉRIA SANTOS
COMUNIDADE JONGO DITO RIBEIRO

Feijoada Beneficente:

ANTECIPADO: R$ 25,00 (Até 14 de Março)
NA PORTA: R$ 50,00.

Contato e Mais Informações:

(19) 3227 5633
(19) 99134 3922
(19) 98106 7238
Email: alejongo@gmail.com

3º CarnaRoseira… porque no Jongo já é Carnaval!!!

Salve Salve Galeraaa!!!

Depois do nosso maravilhoso ano que se passou com muitas ações fundamentais para a Comunidade Jongo Dito Ribeiro, a Salvaguarda do Jongo no município de Campinas e para a Casa de Cultura Fazenda Roseira, desejamos que todas e todos tenham um ano com muita paz, energia, luz e Axé!!! Que 2015 seja melhor ainda para todos nós.

E já estamos praticamente com agenda do Jongo completa para este ano  e em breve a divulgaremos aqui para que possam nos acompanhar sempre que puderem. A nossa casa está sempre aberta a todas e todos que queiram contribuir com as nossas ações na Casa de Cultura Fazenda Roseira e principalmente na prática do Jongo.

E para começarmos este ano com o astral lá em cima…

“O abre alas que eu quero passá, ooh abre alas que eu quero passá…”

“Alá lá o ooo oooo, mas que calor, ooo ooo…. Estava eu andando no deserto do Saara, o sol estava quente e queimou a nossa cara…”

“Garota bossa nova, caiu no hully gully
E só dá ela…
Ê ê ê ê ê ê ê ê …. Na passarela
A boneca está Cheia de fiufiu
Esnobando as louras…. E as morenas do Brasil.”

Bóoora gente chegou o CARNAROSEIRA !!!!!!
O 3º CARNAROSEIRA faz parte Abertura dos Gritos Carnavalescos de Campinas.

CarnaRoseira

É um evento bienal idealizado pela velha guarda da Comunidade Jongo Dito Ribeiro que tem como objetivo resgatar a magia dos antigos carnavais com marchinhas e fantasias , em um clima de matine carnavalesca para toda a família.

Contaremos com a participação dos grupos :
Grupo Fúria&Folia – São Paulo
As matriarcas do Samba de Bumbo – Campinas
A velha guarda da Comunidade Jongo Dito Ribeiro – Campinas         E convidados…

E temos também presença confirmada de

berra confirmado

Venha se divertir com a gente.

Entrada 1 kg de alimento – Arrecadação para ações do Coletivo Saravaxé
USO OBRIGATÓRIO DE FANTASIA
Horário – 15h às 20h
Haverá concurso de FANTASIA – adulto e infantil
Critérios – originalidade, criatividade e alegria do folião
Brindes surpresa aos vencedores.

E mais tarde para quem quiser curtir a madrugada das 23h59 às 06h tem Samba de Luá com USO OBRIGATÓRIO DE FANTASIA.

Não percam!!!

Local Casa de Cultura Fazenda Roseira – Rua Domingos Haddad, s/no. Em frente ao Hospital da PUC II – dentro do residencial Parque da Fazenda – antiga sede da Fazenda Roseira.

VI Sou África em Todos os Sentidos – Ultima Semana

VI Sou África em Todos os Sentidos
Ultima Semana …venha visitar nossa exposição e participe das Rodas de Conversas, Debates e Trocas de experiencias.
Nesta semana

Terça 02/12 Dia do Samba
As Matrizes do Samba no Rio de Janeiro: partido alto, samba de terreiro e samba do Recôncavo Baiano

09h30 Oficina Projeto: Saberes e Sabores – Feijoada
Venha aprender a Fazer e degustar esse deliciosos prato de nossa cultura negra.
FEIJOADA

14h30 Roda de Conversa: Feijoada do Samba, Feijoada das Marias do Jongo (video)
A Feijoada do Sudeste – CLE/Unicamp Profa Claudia Wanderley
Edna Lourenço

19h30 – 23h – Roda de Conversa: O Samba Campineiro
Conversando de Samba com Casa Caiada e Convidados das Agremiações das Escolas de Samba (roda de samba)

————————————————

Quarta 03/12 Culinária Afro Brasileira – Mitos, ritos e mirongas
Alteração de Programação

9h30
Plenarinho – Camara dos Vereadores – Matilde Ribeiro e o lançamento do livro Políticas de Promoção da Igualdade Racial no Brasil (1986-2010)

12h as 17h Almoço com Roda de Conversa- Mulheres Negras e Ações Afirmativas

19h Lançamento de Livro – Políticas de Promoção da Igualdade Racial no Brasil (1986-2010)
——————————————————-

Quinta 04/12 Nos Ventos de Oiá

9h30 Mitos e contos – A senhora dos Ventos
Culinária Afro Brasileira – Mitos, ritos e mirongas

14h as 17h Oficina Saberes e Sabores -Culinária Afro Brasileira – parte 2

19h Coletivo SARAVAXÉ – Confraternização e encerramento do IV Sou África em Todos os Sentidos 2014 – Toques e Batuques

Esperamos você…

sou áfrica semana